Blog da Família

A importância das habilidades socioemocionais nas escolas

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Você já ouviu falar no termo habilidades socioemocionais nas escolas? Essas habilidades nada mais são que aptidões relacionadas à inteligência emocional. No âmbito escolar, elas cumprem o papel de preparar os alunos para encarar, dentro de suas possibilidades, os muitos desafios e conflitos da sua rotina.

Porém, mais do que prepará-los para o futuro, o desenvolvimento dessas habilidades é algo estratégico no processo educacional. Essas habilidades abrangem o autoconhecimento, a empatia, o espírito colaborativo, a resiliência, que é a capacidade de superar obstáculos, bem como adaptar-se às mudanças e situações adversas.

No entanto, embora essas sejam habilidades típicas do ser humano, é essencial que elas sejam estimuladas e trabalhadas ao longo de toda a vida.

Por isso, neste artigo, vamos mostrar a você o que são as habilidades socioemocionais nas escolas, a importância dos alunos as desenvolverem e também o papel fundamental que a escola tem neste processo. Confira!

O que são habilidades socioemocionais nas escolas

Você já teve a sensação de falta de controle sobre suas emoções? Isso acontece porque a maioria das nossas habilidades socioemocionais não são estimuladas ou desenvolvidas de forma eficiente.

E, geralmente, esse aprendizado também acontece nas escolas, pois são nelas que os alunos, através dos erros e acertos vão moldando a forma como lidam com os problemas que surgem diariamente, ou seja, as habilidades socioemocionais são testadas e estimuladas a todo momento.

Portanto, as habilidades socioemocionais nas escolas são um conjunto de aptidões desenvolvidas em cada um dos alunos. Elas apontam para dois tipos de comportamento: a relação com eles mesmos (intrapessoal) e também a relação com outros alunos ou pessoas (interpessoal).

Vamos conhecer algumas delas:

Colaboração: a colaboração é importante no ambiente escolar e em qualquer outro, já que ninguém vive sozinho e sempre depende de outras pessoas. Nesse pilar, três pontos são fundamentais a serem desenvolvidos – saber ouvir, se colocar no lugar do outro e propor soluções incorporando as ideias de todos. Ou seja, é importante que todos os alunos trabalhem juntos para desenvolverem resultados e soluções positivas e relevantes para o grupo.

Comunicação: além de ter boas ideias, os estudantes precisam saber como transmiti-las para os outros colegas e pessoas. E como estamos vivenciando um momento em que tudo acontece rápido demais e recebemos muitas informações, elas precisam ter um propósito e serem ditas de forma clara para que haja entendimento. Por isso, a comunicação é uma habilidade socioemocional muito importante.

Criatividade: a criatividade tira os alunos de suas zonas de conforto, incentivando-os a pensar fora da caixa. Quando devidamente estimulada, ela possibilita que todos se conectem a diversas ideias e considerem diversas soluções para cada problema.

Pensamento crítico: refere-se a habilidade de perceber as várias possibilidades de entendimento sobre um assunto, uma vez que existem muitas opiniões sobre um tema. Portanto, é preciso saber filtrar cada uma delas. Um aluno com pensamento crítico é capaz de ver além de seu mundo, de estar aberto para várias perspectivas e, principalmente, disposto a reconsiderar uma opinião com base em diferentes ideias e sempre preservando o respeito aos outros.

Perseverança: é a habilidade de se planejar para alcançar um objetivo, tendo em mente que algumas dificuldades poderão surgir pelo caminho. É importante que os alunos trabalhem a perseverança para que eles não desistam de seus sonhos e saibam valorizar cada passo até a realização deles.

Proatividade: é dar o primeiro passo para iniciar qualquer coisa e não apenas no mundo dos pensamentos, mas também na ação. Atualmente, muitas coisas são dadas para os alunos, fazendo com que eles sejam pouco proativos. Por isso, é tão importante que essa habilidade seja desenvolvida e reforçada durante todo o processo educacional.

Benefícios de desenvolver as habilidades socioemocionais com os alunos

Quanto antes os alunos aprendem a lidar com suas emoções, melhor será ao longo de suas vidas. Dessa forma, quando eles chegarem na vida adulta, terão uma base sólida para enfrentar futuros desafios pessoais e profissionais, por exemplo.

Assim, as crianças e jovens devem começar a gerenciar seus problemas, em graus de dificuldade gradativo e constante, num exercício contínuo. Ou seja, os alunos precisam de estímulo para desenvolver as diversas emoções e o modo de reagir a cada uma delas, de acordo com os acontecimentos.

Ao desenvolver as habilidades socioemocionais, eles vão formando seu caráter, personalidade e se tornando adultos para terem responsabilidade sobre seus próprios atos.

Veja quais são os benefícios que o desenvolvimento das habilidades socioemocionais nas escolas traz para a vida dos estudantes:

  • ajuda no relacionamento com pais, amigos, e o mundo exterior;
  • fornece autocontrole;
  • melhora a empatia com colegas e amigos;
  • melhora da consciência social;
  • melhora o aprendizado na escola;
  • permite compreender melhor as emoções;
  • previne o bullying.

Como desenvolver a habilidades socioemocinais na escola

Conhecendo um pouco mais sobre as habilidades socioemocionais nas escola, a pergunta que surge é: como elas são desenvolvidas neste ambiente?

Como vimos, essas habilidades podem ser aprendidas, praticadas e ensinadas, principalmente nos primeiros anos de educação.

Engana-se quem pensa que desenvolvendo essas habilidades os alunos terão apenas consciência de suas emoções. Por meio delas, também torna-se mais fácil trabalhar o raciocínio intelectual. E vale ressaltar que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) traz essas competências como fundamentais, sendo esse ensino obrigatório nas escolas.

Dessa forma, para ensiná-las, é muito importante que os educadores, direção e toda a equipe estejam em sintonia com as próprias habilidades desenvolvidas, pois não adianta a instituição contar com profissionais com ótimos currículos, mas que não dão exemplos aos alunos.

Existem diversas formas de se trabalhar as habilidades socioemocionais nas escolas e elas podem ser diferentes de uma para outra. Contudo, algumas atividades podem ser feitas com brincadeiras lúdicas, rodas de conversas, debates e, principalmente, muita experimentação.

Sendo assim, as escolas e pais têm uma grande responsabilidade em suas mãos ao começar a enxergar as crianças e adolescentes como um seres humanos completos, e não somente alunos capazes de assimilar conhecimentos específicos.

E isso só será possível a partir do momento em que houver abertura para uma aprendizagem inovadora, capaz de expandir a experiência do ensino em níveis mais profundos e para além da sala de aula. Assim os alunos  levarão essas habilidades por toda a sua vida, influenciando sua qualidade e sucesso como adultos.

Viu como é importante desenvolver as habilidades socioemocionais nas escolas com as crianças e adolescentes? Agora, aproveite para conferir também o nosso artigo e saiba o que é uma escola do futuro e os benefícios que ela proporciona ao aprendizado do seu filho!

Compartilhe esse post
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Sobre o autor