Blog da Família

Saiba o que é uma escola do futuro e os benefícios que ela proporciona ao aprendizado

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

O nome escola do futuro, à primeira vista pode parecer uma previsão, não é mesmo? Mas ele nada mais é que um conceito para designar as novas características das escolas, que combinam o ensino tradicional com métodos inovadores, influenciados pelas inovações tecnológicas e as novas demandas da sociedade.

Não podemos negar que os últimos anos provocaram muitas mudanças no nosso estilo de vida e o avanço tecnológico é sem dúvida o principal fator dessa transformação.

O relatório mais recente do Digital 2019 Q4 Global Digital Statshot indica que 4,4 bilhões de pessoas utilizam a internet, o que corresponde a mais da metade da população mundial, portanto, quase todo o mundo está conectado. 

O fato é que com as novas tecnologias, os alunos têm mais autonomia para estudar e uma vez que o ensino vai além da sala de aula, ele não se limita somente à leitura de livros didáticos. 

Nesse sentido, vamos esclarecer a você mais sobre este conceito e os benefícios que a escola do futuro pode trazer para o aprendizado do seu filho. Será que ela é a escola ideal para o ele? Você só irá descobrir se embarcar nesta viagem!

Escola do futuro: o que é? 

A popularização da Internet possibilitou o acesso à informação e o conhecimento foi democratizado em níveis nunca vistos. Isso criou oportunidade para todos serem protagonistas do seu próprio aprendizado e essa é uma das principais características do estudante hoje.

Entre as principais reclamações dos alunos está a falta de estímulo em relação à escola, em que as disciplinas não são aplicadas no cotidiano e que os conhecimentos necessários para o mundo real não são passados em sala de aula.

Mas como seria, então, a escola do futuro? A primeira mudança é vista no currículo da instituição: as matérias obrigatórias continuam sendo ensinadas, mas compartilham o espaço com questões necessárias na sociedade moderna, como política, meio ambiente, consumo, trabalho, relações humanas, entre outras.

E essas temáticas trazem em comum o auxílio de ferramentas tecnológicas como aliadas.

Tendências de uma escola do futuro

Conheça algumas das principais tendências de uma escola do futuro:

O papel do professor

Com a tecnologia cada vez mais fazendo parte da educação, os professores terão um novo papel, que vai além daquele de transmitir o conhecimento.

A escola do futuro tem o educador como uma figura admirada, pois ele é como um líder que estimula o interesse pelo conteúdo das aulas.

Os docentes são capazes de orientar o estudante em seu próprio processo de aprendizagem, indicando fontes e, principalmente, estimulando o pensamento crítico em vez de buscar respostas prontas e acabadas.

Sendo assim, este profissional precisa se preparar e saber como gerenciar os novos recursos e constantemente atualizar suas habilidades e técnicas. 

Disciplinas livres

Uma das principais reivindicações dos alunos é a possibilidade de modificar seu próprio processo de aprendizagem, escolhendo as disciplinas que realmente desejam aprender.

Muitas escolas já aplicam em suas grades curriculares algumas disciplinas optativas, como programação, escrita criativa e outras que ajudam o jovem no desenvolvimento de novas habilidades e, até mesmo, na escolha da sua carreira profissional.

Quociente emocional

Atualmente, tem se discutido muito sobre as habilidades socioemocionais. Elas são um conjunto de aptidões desenvolvidas a partir da Inteligência Emocional de cada pessoa e estão divididas em dois tipos: intrapessoal, que corresponde à relação do indivíduo consigo mesmo e interpessoal, que se refere à sua relação com outros indivíduos.

Uma das premissas dessas habilidades é a capacidade de trabalhar em grupo, resiliência, tato social e emocional, comunicação, criatividade e adaptação ao meio.

Essas aptidões ganharam grande importância quando especialistas entenderam que elas são fundamentais para o desenvolvimento pessoal e um bom convívio em sociedade no século XXI. Por isso, elas também estão inseridas na Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

Aproximação da família

A escola do futuro também precisa dialogar com os pais ou responsáveis, indo além das reuniões pedagógicas comuns.

Essa interação ajuda a entender melhor o perfil do aluno, de forma a alinhar as expectativas sobre os papéis da escola e da família, trabalhando em conjunto na educação.

Os benefícios da escola do futuro 

Como já foi mencionado, a tecnologia traz diversos benefícios, mas vamos ver como eles ocorrem de fato no desenvolvimento dos alunos na escola do futuro:

1. Aprimora a qualidade de ensino

A tecnologia possibilita novos caminhos, tanto para o processo de ensino quanto para o de aprendizagem. Dessa forma, os alunos também se tornam aptos para descobrirem estratégias que minimizam suas dificuldades no momento de adquirir conhecimento.

2. Ensino híbrido

O ensino híbrido já é realidade em muitas escolas. Este modelo combina aulas presenciais e on-line. Nele, o aluno é protagonista do seu próprio aprendizado, sem desfazer, claro, da importância do professor, que como vimos, se torna o grande responsável por estimular a busca pelo conhecimento, conceitos, ideias e em apoiar os alunos. 

3. Proporciona maior interatividade

Esse novo modelo de ensino favorece uma maior interação entre os estudantes. 

Ao realizarem atividades em grupo, a internet permite que eles expressem seus pensamentos e conhecimentos, motivando-os ainda mais.

Isso ocorre mesmo com os alunos mais tímidos, que conseguem se relacionar melhor por meio das ferramentas digitais.

4. Educação Maker

Este conceito, também conhecido movimento maker, propõe que a escola possua alguma estrutura física específica para os alunos coloquem, de fato, a “mão na massa” e desenvolvam projetos de forma prática. Ela estimula muito a criatividade dos jovens,  favorecendo, assim, a autoconfiança e melhorando o desempenho escolar. 

Ela também está adequada às diretrizes estabelecidas na Base Nacional Comum Curricular (BNCC), que visa o estímulo ao pensamento científico, crítico e criativo, com a junção das competências de empatia, cooperação, responsabilidade e cidadania para serem trabalhadas com os alunos.

5. Gamificação

O termo gamificação se refere à utilização de elementos de jogos que tornam as aulas mais dinâmicas e interativas. Ou seja, as atividades escolares passam a explorar a ideia de cumprir objetivos, missões e coletar pontos, como acontece nos games. Os alunos amam essa prática de aprendizagem!

O principal objetivo de usar cartas, tabuleiros e jogos eletrônicos em sala de aula é desenvolver nos alunos habilidades para resolução de problemas, de maneira lúdica. 

Isso acontece porque os games proporcionam uma série de situações e desafios diferentes para os alunos, colaborando com o nível de atenção e a capacidade de solucionar problemas.

A escola do futuro está só começando e é preciso que instituição, professores, pais e estudantes estejam aliados para a construção de uma nova educação.

Neste artigo, apresentamos quais são os aspectos que definem uma escola do futuro e os benefícios que ela traz para o desenvolvimento dos estudantes. Esperamos que ele possa te ajudar a identificar essas características na hora de escolher uma escola.  E se quiser saber mais sobre o assunto, leia nosso artigo com 8 dicas sobre como escolher a escola para o seu filho.

Compartilhe esse post
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Sobre o autor