Blog da Família

7 dicas de economia financeira para oferecer uma melhor educação aos filhos

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Está precisando de algumas dicas de economia financeira com o objetivo de poupar para a educação dos filhos? Então, você veio ao lugar certo! 

E que bom que você está aqui, pois isso demonstra que você não quer fazer parte dos 67% dos brasileiros que não conseguem poupar dinheiro, conforme a pesquisa apontada pela CNDL/SPC Brasil.  

Na hora de buscar a melhor educação dos filhos, você já deve ter em mente sobre o melhor custo benefício na mensalidade escolar, na opção de transporte para a escola, etc. Porém, outras atitudes também são tão importantes quanto essas e simples de se fazer.

Seguindo dicas de economia financeira, você irá reduzir gastos e conseguirá poupar para os estudos dos filhos, além de se preparar para um futuro mais tranquilo e até mesmo poderá realizar seus sonhos sem comprometer as despesas mensais. 

Por isso, este post traz 7 ótimas dicas para começar a organizar o seu orçamento. Vamos lá?

1. Acompanhe sua movimentação financeira

A primeira pergunta que vem aqui é: “você sabe exatamente quais são suas receitas e seus custos mensais?”. Essas informações são essenciais para saber como anda suas finanças. 

Lembre-se que, assim como o fluxo de caixa é importante para as empresas, o registro da movimentação financeira também é primordial para todas as pessoas.

Dessa forma, é preciso que você coloque na ponta do lápis todos os ganhos e gastos diários: almoço fora, farmácia, mercado, entre outros. Caso contrário, se você demora muito a anotar, dias depois você pode errar os valores ou esquecer de algum item.  

Com esse controle, você consegue ter uma visão mais ampla das suas finanças e, assim, pode reorganizar o seu orçamento. Por exemplo: se está gastando muito com restaurantes, que tal cozinhar? O gasto com combustível aumentou? Talvez seja melhor utilizar formas de transporte alternativas. 

2. Crie uma planilha de planejamento financeiro 

Essa é uma das dicas de economia financeira mais conhecidas, mas também muito importante. Basta manter o registro dos seus ganhos e despesas em uma planilha. 

E aqui vai o pulo do gato: você pode fazer suas planilhas de várias formas, seja em um caderno, usando um programa eletrônico ou baixando um aplicativo. O ideal é seguir o processo que mais se adapte às suas necessidades!

3. Monte um orçamento familiar

Seguindo as dicas de economia financeira até aqui, você já terá ideia de quais são os seus custos. 

Agora, você precisa conciliar tudo isso com o orçamento doméstico. Não faz ideia de como funciona? É bem simples. Basta você dividir as contas em:

  • Gastos fixos, que são as contas e prestações que têm o mesmo valor todos os meses;
  • Gastos variáveis, que são os valores que alteram de acordo com o consumo ou algum outro fator, como as contas de água e luz, por exemplo.

Depois dessa separação, procure definir o percentual máximo destinado para cada categoria de gastos, como moradia, educação, transporte, alimentação, lazer e assim por diante.

4. Busque alternativas para investir seu dinheiro

Muitas dicas de economia financeira não divulgam isso, mas não espere que o dinheiro sobre para investir. Você pode fazer isso já pensando em guardar uma parte da sua renda.

Isso é importante para proteger você e sua família em cenários de imprevistos e emergência, evitando, assim, vários apertos. 

A poupança é a forma de investimento mais conhecida e também a mais fácil, mas também existem outras formas de investir, como em uma reserva de emergência, que é direcionada para algo que possa ser resgatado a qualquer momento, e na formação de patrimônio, para garantir um futuro com solidez e qualidade para a sua família.

5. Procure fontes de renda alternativas 

Se mesmo seguindo essas dicas de economia financeira você perceber que suas receitas ainda não cobrem seus gastos, é hora de buscar alguma alternativa para fechar essa conta. 

Você pode conseguir novas fontes de renda seguindo algumas ideias:

  • Fazendo trabalhos de consultoria autônoma em sua área; 
  • Dando aulas particulares sobre sua especialidade;
  • Oferecendo serviços freelancers;
  • Investindo em um negócio caseiro com a ajuda da família, etc.

Você também pode aproveitar as plataformas de comércio eletrônico para se desfazer de móveis e objetos que não têm mais utilidade para você. Essa também é uma maneira de obter alguma renda e se livrar do que ocupa espaço sem necessidade em casa.

6. Diferencie as necessidades verdadeiras dos desejos

Muitas pessoas priorizam comprar coisas que não precisam, mas desejam muito. Porém é preciso ter atenção à razão por trás disso, pois elas quase sempre são para demonstrar um status social maior do que o real.

Não queremos pregar que compras supérfluas não podem ser feitas, ok? Afinal, ninguém precisa viver apenas com o básico, mas é preciso ter em mente que pagar as contas e honrar os compromissos vem antes disso. 

Dessa maneira, para equilibrar suas finanças, você precisa aprender a diferenciar os desejos das necessidades. E para isso, é recomendável fazer uma escala de prioridades, começando pelos itens essenciais como:

  • Comida;
  • Moradia;
  • Saúde;
  • Educação;
  • Transporte;
  • Vestuário, etc.

7. Faça com que toda a família siga as dicas de economia financeira

Colocar em ordem seu orçamento pessoal pode ser fácil, por outro lado, a vida em família exige o esforço e o comprometimento de todos, não é mesmo? 

Por isso, procure conversar com os membros da família e comece a elaborar um orçamento em grupo. Inclusive, é muito importante que os filhos também participem desse planejamento e saibam o porquê das decisões a serem tomadas.

Assim, você fará com que eles comecem a entender a importância de se programarem financeiramente e na participação das finanças da casa, ajudando a economizar nas contas de água, luz, telefone e aprendendo a usar melhor a mesada que recebem. Afinal, isso fará com que os pais continuem oferecendo a melhor educação para eles mesmos! 

Viu como é possível seguir algumas dicas de economia financeira de um modo simples? Coloque elas em prática e você verá como é possível organizar melhor suas finanças para investir na melhor educação dos seus filhos. Se gostou do artigo, continue acompanhando nosso blog. Vamos trazer mais artigos que irão ajudar você com temas que envolvem família, escola e educação!

Compartilhe esse post
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Sobre o autor