Blog da Família

Saiba os benefícios das brincadeiras lúdicas e alguns exemplos para promover com os filhos

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Muitos pais se questionam: “É possível aprender com brincadeiras lúdicas?”. E a resposta é sim!

As brincadeiras são atividades para a educação infantil que contribuem para o desenvolvimento das crianças e já são incorporadas no projeto pedagógico das escolas, mas dada a importância da sua dinâmica, elas também são interessantes de serem realizadas em casa com os pais. 

Acompanhe, neste artigo, quais os benefícios que elas apresentam e alguns exemplos de brincadeiras que podem ser desenvolvidas em casa com os filhos. 

Como as brincadeiras lúdicas influenciam no aprendizado dos filhos? 

Quem não lembra de algumas brincadeiras da infância? Elas trazem boas lembranças, não é mesmo? 

Mas além dessa sensação gostosa, essas atividades proporcionam alegria, diversão, lazer, motivação, desafio, felicidade e outros benefícios para o público infantil. Vamos conhecer alguns dos benefícios? 

Aproveite para ler: Os benefícios de criar uma rotina para as crianças e 5 dicas para começar essa tarefa!

1. Estimulam o desenvolvimento

Sabendo que o estímulo acontece a partir de diferentes ações necessárias, é preciso perceber que cada brincadeira vai desencadear certo desenvolvimento na formação individual das crianças como: falar, desenhar, gesticular, escrever, imaginar, criar, representar, etc.  

Outro ponto importante é que as brincadeiras lúdicas permitem o contato com muitas regras, estratégias, desafios, ambientes diferentes, movimentação, concentração, entre outros. E todos esses fatores influenciam na parte motora, física, emocional, cognitiva e intelectual das crianças.  

2. Promovem a socialização

Contribuir com a inter-relação também é o papel das brincadeiras lúdicas. O trabalho de sociabilização infantil é visto nas atividades em grupo, que permitem às crianças aprenderem a lidar com perfis diferentes, a fazerem novas amizades e a ampliarem o vínculo com as pessoas mais próximas. 

Consequentemente, com esse convívio, elas passam a ser mais companheiras, se tornam tolerantes e aprimoram suas habilidades de comunicação e negociação, assim como passam a aceitar melhor certas frustrações em pé de igualdade com suas experiências positivas.  

Viu como as brincadeiras lúdicas ajudam bastante no desenvolvimento dos pequenos? Agora, que tal colocar algumas delas em prática? 

7 Brincadeiras lúdicas para fazer com os filhos em casa 

Mas antes de “colocar a mão na massa”, é importante que os pais saibam em qual nível de conhecimento os filhos se encontram para poder trabalhar com a atividade que melhor se enquadra. 

Vale ressaltar que as atividades propostas aqui podem ser trabalhadas com crianças de diferentes faixas etárias, combinado? Então, vamos lá!

1. A letra das frutas

Esse é um exercício rápido e muito dinâmico. Para começar, os pais devem citar as letras do alfabeto para os filhos. Assim, uma a uma, eles devem responder falando os nomes de frutas que começam com essa letra. Por exemplo:

  • “A”: amora.
  • “B”: banana.
  • “C”: caqui.

A lista pode seguir até o fim do alfabeto. E quando as crianças não souberem o nome das frutas, os pais podem ajudar. 

Essa brincadeira também pode ser adaptada utilizando outros temas, como nome de pessoas, animais, flores, lugares, etc. 

Isso faz com que elas descubram nomes e, consequentemente, estarão enriquecendo o vocabulário. 

Leia também: Descubra como incentivar a leitura nas diversas fases de vida dos seus filhos!

2. Cobrinha

Nessa brincadeira, os pais vão segurar a ponta de uma corda e depois devem balançá-la la no chão, como se fosse o movimento do animal. Em seguida, as crianças precisam passar por ela sem tocá-la. 

Essa atividade trabalha a agilidade, o equilíbrio e a concentração. 

3. Telefone sem fio

Essa brincadeira precisa de um número maior de crianças para ser realizada. Elas devem ficar lado a lado e a primeira criança da fileira deve falar uma palavra ou frase no ouvido da outra que está próxima. Essa ação deve ser repetida com todas elas. 

Ao chegar na última criança da fileira, esta deve pronunciar a palavra em voz alta. Quase sempre o que ela for falar não vai corresponder ao que a primeira criança disse antes, e isso que torna a brincadeira mais engraçada. 

Essa atividade trabalha a audição, a concentração, a memória e também a oralidade. 

4. Pintura com as mãos

Muitas crianças podem achar essa atividade desinteressante no começo, já que muitas passam o tempo todo manuseando seus celulares. Porém, o fato de ter a liberdade para sujar as mãos de tinta e soltar a imaginação muda isso totalmente. 

Os pais devem distribuir várias cores de tinta guache, algumas folhas de papel em branco e propor o desenho livre para as crianças. Depois é possível orientar que a pintura seja algo mais específico, como: casas, pessoas, cidades, etc.

Os pais também podem e devem participar desse momento. 

Essa atividade, além de divertir a criançada, estimula a criatividade. 

5. Completar o desenho

Para essa atividade, os pais podem fazer recortes de revistas e jornais ou mesmo proporem parte de um desenho no papel. Depois as crianças precisam terminar o que falta, colocando mais traços e detalhes, até criarem uma imagem. 

Isso vai estimular a criatividade e também a coordenação motora delas. 

6. Dominó

Para a realização dessa atividade, basta que os pais tenham em mãos as peças do dominó para brincar com os filhos. Um detalhe é que elas também podem ser feitas com palitos de picolé, papel ou qualquer material interessante. Só essa atividade já se torna uma tarefa bastante lúdica. 

Na hora de brincar, as peças devem ser viradas para baixo e misturadas. Depois, elas devem ser distribuídas igualmente entre as crianças. O jogo começa com quem tiver a peça do dominó com o 6 duplo. A criança vai colocar ela na mesa e a próxima jogada continua com quem tiver outra peça com o número 6 em algum dos lados. E assim vai sucessivamente. 

A criança que não tiver a peça com o número para encaixar perde a vez de jogar. Vence quem conseguir colocar todas as peças correspondentes no jogo. 

Essa atividade trabalha o raciocínio lógico, conceitos matemáticos simples e a concentração. 

7. Teatro de bonecos ou fantoches

Essa é uma brincadeira lúdica bem legal, pois os pais e os amigos podem ser os espectadores das crianças, prestigiando-as nas histórias que elas vão contar. 

Elas podem utilizar as cortinas de casa, montar uma espécie de palco, utilizar seus próprios brinquedos ou fazer os bonecos conforme a imaginação mandar para a ocasião. Além disso, ao apresentar, elas vão poder fazer alguns efeitos como a mudança na voz, a desenvoltura corporal e o que mais elas quiserem incorporar à peça. 

Essa atividade estimula a criatividade, a voz e o corpo todo. 

Essas foram somente algumas sugestões de atividades infantis, mas existem muito mais delas. O ideal é que os pais possam oferecer sempre uma variedade delas para desenvolver diversos aspectos nas crianças. 

Já realizou algumas dessas brincadeiras lúdicas com as crianças em casa? Agora, se você precisa de ajuda para acompanhar os estudos delas, veja nosso artigo com 9 dicas para os pais ajudarem os filhos nos estudos e terem melhor desempenho escolar.

Compartilhe esse post
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Sobre o autor