Blog da Família

Como os pais podem ajudar os filhos com ansiedade na escola?

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

A ansiedade na escola é uma reação comum que muitos estudantes experimentam diante de algumas situações na rotina escolar, como em vésperas de provas, apresentação de trabalhos para a turma, entre outras.

Acontece, que em pequenas quantidades, ela não apresenta nenhum transtorno, porém, o problema surge quando se ultrapassa a fase do famoso “frio na barriga” e passa a se tornar uma doença.

Esse nervosismo gerado nas escolas pode impactar bastante a saúde mental das crianças e adolescentes. Segundo o novo relatório do Programa de Avaliação Internacional de Estudantes (Pisa), 56% dos estudantes brasileiros estão entre os que ficam mais estressados durante os estudos. E os jovens também ocupam o segundo lugar no ranking dos ansiosos para as provas, mesmo quando se preparam para elas. 

As causas que geram tais distúrbios nos alunos podem estar relacionadas à diversidade de demandas e excesso de tarefas. Dessa forma, os pais precisam estar muito atentos aos sintomas que os filhos apresentam em casa. 

Neste artigo, vamos ajudar você a entender um pouco mais sobre a ansiedade na escola, seus sintomas e algumas dicas de como lidar com essa situação. 

O que é ansiedade? 

A ansiedade nada mais é que uma emoção natural. Trata-se de uma resposta do sistema nervoso às situações do dia a dia que nos causam preocupação, medo ou estresse. Porém, essa sensação em níveis muito elevados, pode se tornar um distúrbio. 

Esse excesso, além de afetar negativamente a aprendizagem nos estudantes, pode desencadear transtornos mais graves, caso não seja tratada a tempo, como  síndrome do pânico, depressão e transtorno obsessivo compulsivo (TOC).

Quais os sintomas da ansiedade?

Os sintomas da ansiedade podem ser manifestados tanto físico, quanto psicologicamente. Os psicológicos podem incluir: dificuldade de concentração, distúrbios do sono, medo constante, irritabilidade e agitação. 

Já os físicos, se manifestam em dores no peito, náusea, diarreias, suor, tremores e cansaço excessivo.

Abaixo, listamos alguns comportamentos das crianças que podem estar relacionados ao transtorno de ansiedade na escola e, portanto, merecem a atenção dos pais:

  • Fome em excesso ou falta de apetite;
  • Problemas digestivos;
  • Dificuldades no sono;
  • Queda no rendimento escolar;
  • Perfeccionismo;
  • Desmotivação;
  • Silêncio;
  • Medos, fobias e preocupações excessivas;
  • Dores de cabeça;
  • Tonturas;
  • Tensões musculares;
  • Retraimento e fobia social;
  • Oscilação de humor;
  • Irritabilidade ou apatia.

Como ajudar a criança com ansiedade na escola?

Primeiramente, os pais precisam entender como está sendo gerada a ansiedade na escola. Por isso, é muito importante a interação entre as duas partes. Também, é necessário manter a calma para não aumentar essa sensação nos filhos e tentar conversar com professores e direção, buscando saber qual situação está gerando a ansiedade nas crianças.

Outra dica é atentar-se aos sentimentos do seu filho. Observe o temperamento e a forma com que ele reage a cada circunstância. 

Assim, você pode ajudar seu filho a enfrentar as ocasiões que desencadeiam ansiedade, expondo-o de forma bastante gradual a situações e lugares que gerem ansiedade, para que, assim, ele possa superar as dificuldades.

Mas, você também pode ajudar a tornar a vida dos filhos melhor e mais saudável, seguindo as 6 dicas que vamos dar a seguir.

1. Preste atenção no que o seu filho sente 

Não minimize os sentimentos dos seus filhos. Busque conversar com calma e escute o que eles têm a dizer. Ofereça apoio e diga que estará sempre ao lado deles e que vai oferecer carinho sempre que precisarem.

Essa atitude irá fortalecer o lado psicológico das crianças e vai proporcionar mais confiança para que elas consigam lidar melhor com a situação.

2. Não trate o medo como algo banal

As crianças com ansiedade sentem medos e sensações de angústia que muitas vezes são incompreensíveis para os adultos. 

Por isso, muitos pais pensam que se trata de pura manha ou birra e não entendem o que, de fato, está acontecendo com elas. 

Portanto, o ideal é evitar determinadas ocasiões que trazem desconforto, até que a ajuda de um profissional, como um psicólogo, por exemplo, consiga tratar devidamente essa condição e faça a criança superar esse medo.

3. Incentive seus filhos a praticar atividades relaxantes

Qualquer atividade física libera substâncias que trazem sensação de bem-estar e felicidade ao nosso corpo. Além disso, essa prática fará com que as crianças desviem o pensamento da ansiedade que estão sentindo. 

4. Ouvir música

A música também ajuda muito no relaxamento, a extravasar, expressar, dançar, celebrar, interiorizar e descansar. Sim! Ouvir uma canção agradável aos ouvidos provoca a sensação de descanso mental. 

E sendo a música algo medicinal e sem contraindicações, ela se torna um elemento terapêutico por excelência. Quando foi a última vez que você e seu filho escutaram uma música juntos?

5. Mantenha uma alimentação saudável

Um organismo saudável é a primeira linha de defesa contra a ansiedade, depressão e outros transtornos.

Ela deve ser balanceada, rica em proteínas, gorduras, carboidratos, fibras, vitaminas, água e sais minerais. Esses itens são essenciais para uma vida melhor. A diversidade de grãos, verduras, legumes e frutas também deve fazer parte das refeições do dia a dia das crianças.

6. Busque ajuda de um profissional

A criança que possui ansiedade na escola deve receber alguns cuidados básicos dos pais, porém, essa é uma tarefa que pode se tornar mais complexa, pois a criança apresentando um quadro clínico mais sério, vai demandar o tratamento com psicólogos ou assistentes sociais.

De qualquer maneira, o mais recomendado é que a qualquer sinal apresentado pelo filho, você procure alguma ajuda especializada, para que o profissional faça uma avaliação mais aprofundada e a criança receba o tratamento correto.

Viu como a ansiedade pode afetar as crianças? Esperamos que você tenha aprendido quais são os sintomas que elas podem apresentar e dicas de como tratá-la. 

Mas lembre-se sempre de procurar um profissional especializado para tratamento dos filhos com ansiedade na escola. E para ajudar você ainda mais no desenvolvimento dos filhos, separamos um artigo com 9 dicas para os pais ajudarem os filhos nos estudos e terem melhor desempenho escolar. Espero que goste!

Compartilhe esse post
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Sobre o autor