Blog da Família

Saiba como funciona a alfabetização infantil e veja 5 dicas para ajudar os filhos nesta etapa

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

A alfabetização infantil é etapa mais importante do desenvolvimento de uma criança. Nesta fase, toda a aprendizagem é integrada de forma lúdica, por meio das brincadeiras, da música, das artes e de diversas atividades que são de interesse dos pequenos. 

Este também é o momento que os pais percebem a necessidade dos filhos irem para a escola. Assim, eles irão conhecer novos amigos, aprender coisas novas e vivenciar uma nova rotina

Por isso, é muito importante que os pais acompanhem este momento delicado, com bastante atenção e paciência, se adaptando à nova rotina dos filhos e também buscando informações de como acontece todo o processo. 

Então, se você tem o objetivo ter mais informações sobre a alfabetização infantil, você está no lugar certo, pois basta continuar lendo este artigo! 

Quando começa a alfabetização infantil?

Mesmo que a criança aprenda de forma autônoma todo tipo de linguagem que vê e escuta, vai existir um momento em que esse aprendizado precisa ser inserido de forma mais estruturada, concorda?

Saber qual a hora certa é um tema polêmico entre especialistas da educação infantil. Há estudiosos que defendem que a primeira infância deve ser livre do ensino estruturado, privilegiando as brincadeiras e outras atividades diversas. Já outros acreditam que a alfabetização infantil pode ser antecipada, apresentando as letras e as sílabas para as crianças.

Mas, independente do perfil da escola, é importante que exista equilíbrio entre as atividades de cuidado, brincadeiras e ações direcionadas às crianças. 

A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) é muito clara quanto a essa fase da educação, que tem como finalidade o desenvolvimento integral da criança, nos aspectos físico, psicológico, intelectual e social.

Enquanto a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) diz que a alfabetização das crianças deve ocorrer até o segundo ano do ensino fundamental.

Como é trabalhada a alfabetização na infância?

Com certeza utilizar brincadeiras é a melhor forma para aprender. Por isso, muitos professores aproveitam ao máximo diversos tipos de jogos, canções e os recursos multimídia, como vídeos e desenhos. 

Além disso, o estrutura física da escola, como a sala de aula, também é muito explorada, com a colagem de cartazes e letras nas paredes e de um cantinho para a leitura, que ajudam a construir um ambiente alfabetizador.

Mas os pais também podem ter um papel ativo auxiliando na alfabetização infantil. Veja alguns exemplos simples que você pode aplicar com seus filhos em casa:

1. Varal de letras

Papel, lápis de cor, tesoura e linha. Esses são os materiais que você vai precisar para colocar as letras do alfabeto para a criança visualizar. 

O varal de letras é uma solução bem simples, e muito eficiente para expor o abecedário às crianças. Inclusive, pode ser utilizado como decoração do quarto, mas, lembre-se que ele deve ser baixo para que esteja ao alcance do seu filho. 

A ideia é que ele interaja com as letras, observe, toque nelas e acompanhe suas formas com os dedinhos.

2. Uma leitura por dia

Ler com as crianças pode ser uma atividade bastante divertida. E tal proposta pode ser muito mais rica se o material utilizado for diversificado. 

A ideia é convidar os pequenos para uma leitura por dia. Na segunda-feira pode ser uma história em um livro; na terça uma receita de bolo; na quarta a página de revista; na quinta um panfleto do supermercado e na sexta um texto no computador, por exemplo. 

Esse exercício feito com os pais, já ajudará muito as crianças a aumentarem seu vocabulário, entenderem as diferentes funções do texto, desenvolverem senso de cronologia, entre outros ganhos.

3. Jogar e aprender

Se as leituras já ensinam com diversão, imagina o poder dos joguinhos! 

Alguns exemplos de jogos que os pais podem trabalhar com os filhos são caça-palavras, cruzadinha, dominó de palavras e forca. O jogo da memória é, também, uma ótima pedida, pois pode-se combinar palavras com imagens ou rimas e os pequenos adoram!  

Além disso, os jogos eletrônicos e outras ferramentas digitais também ajudam a despertar o interesse das crianças. Abaixo, separamos 5 deles com sugestões de aplicativos:

1. Ler e contar 

Ler e contar é um dos aplicativos mais conhecidos para ajudar as crianças a aprenderem a ler. 

Por meio da ferramenta, elas podem aprender a falar e escrever cada letra do alfabeto, com atividades de completar a sequência alfabética e acertar qual a letra que está sendo falada. Também ensina as sílabas simples, vogais e consoantes, números, contas de soma e subtração, o alfabeto em linguagem de sinais, além dos nomes de formas geométricas, animais, cores e instrumentos musicais. Está disponível gratuitamente para smartphones iOS e Android.

2. Ilhas do alfabeto 

O jogo traz atividades de escrever com palavras pontilhadas e desafios. Ele contribui para a consciência dos sons das letras e fluência na leitura. Ele também conta com ferramentas de reconhecimento de voz, que permite aos pequenos desenvolver a velocidade de leitura. Está disponível gratuitamente para smartphones iOS e Android.

3. ABC do Bita 

Este é um abecedário lúdico para crianças. Seus jogos estimulam o raciocínio lógico, a criatividade, coordenação motora e o desenvolvimento da leitura e escrita. Ele é bem colorido, possui a trilha sonora original e os personagens do Mundo Bita. Está disponível gratuitamente para smartphones iOS e Android.

4. LeLe Sílabas 

Este aplicativo foi criado para facilitar o aprendizado dos sons das sílabas. Oferece desafios de combinar e formar novas palavras. Possui 30 estágios de evolução e permite o aprendizado de mais de 90 palavras, além de desenhos e animações. Está disponível gratuitamente para smartphones iOS e Android.

5. Bini ABC 

Este jogo auxilia no reconhecimento de letras e sons, pronúncia de letras e desenvolvimento de habilidades básicas de leitura. Auxilia na grafia das letras do alfabeto com o reconhecimento de seus contornos. Possui quebra-cabeças, além de jogos que contribuem para desenvolver a atenção, coordenação motora, criatividade e imaginação. Está disponível gratuitamente para smartphones iOS e Android.

Mas atenção pais! Vale ressaltar que esses aplicativos não substituem as práticas pedagógicas em sala de aula, ok? E outro fator a ter muito cuidado é o tempo de exposição da criança à tela. 

A Organização Mundial da Saúde (OMS) orienta que crianças de até cinco anos de idade não devem passar mais de 60 minutos por dia em atividades diante de smartphones, computadores ou TVs. Por isso, é muito importante ensinar aos pequenos a ter uma relação saudável com os recursos tecnológicos. 

4. Fábrica de letrinhas

A ideia dessa atividade é convidar as crianças a criarem as letras do alfabeto em diferentes materiais. Soltem a criatividade com os filhos também pais! Tinta, glitter, papel picado, massinha ou argila, são alguns exemplos de materiais que podem ser utilizados. 

Vale usar também aquelas letrinhas de macarrão no momento de preparar o almoço, pois essa brincadeira pode virar uma experiência de culinária se expandindo para outros alimentos, como biscoitos, saladas etc. 

Dessa forma, as crianças começam a ter familiaridade com as letras, observando seu formato, sentindo sua forma e fabricando algumas delas. 

5. Canções e parlendas 

Na alfabetização infantil também é muito comum a utilização de músicas. Elas são excelentes, pois estimulam os pequenos a se movimentarem e conhecerem seu próprio corpo, além de cantar as letras. 

Veja um exemplo de cantiga:

Indiozinhos

Um, dois, três indiozinhos

Quatro, cinco, seis indiozinhos

Sete, oito, nove indiozinhos

Dez num pequeno bote!

Vinham navegando pelo rio abaixo

Quando um jacaré se aproximou

E o pequeno bote dos indiozinhos

Quase, quase virou!

Mas não virou!

(Origem Popular)

Essa é uma cantiga de origem popular e permite o trabalho de vários temas com as crianças, como: números, contagem, cultura popular, índios, meios de transportes, animais, etc. Além de estimular o lúdico e a expressão artística.

A alfabetização infantil pode ser uma tarefa trabalhosa e exigir muita paciência e criatividade dos pais que queiram auxiliar seus filhos neste processo em casa.

Isso fará com que eles se desenvolvam muito mais rápido quando chegar o momento de ser acolhido na escola. 

Esperamos que este artigo tenha ajudado você a entender como funciona o processo de alfabetização infantil e que nossas dicas possam servir de apoio para a realização dessa prática. E para continuar por dentro do assunto, indicamos outro artigo do nosso blog com 9 dicas para os pais ajudarem os filhos nos estudos e terem melhor desempenho escolar!

Compartilhe esse post
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Sobre o autor